Quem sou eu

domingo, 5 de abril de 2015

ANJO NO ESPELHO

                         Escapuliu do seio cósmico
                        e de repente se instalou
                        no espelho que era mudo
                        e apenas espelho.

                        Não houve turbulência
                        na sua passagem para a minha dimensão.
                        Eu sei que não houve
                        pois que silencioso
                        apenas apareceu com seu perfil de prata...
                        e nenhum vento anunciou
                        a sua chegada e a sua presença.

                        Houve turbulência, sim
                        no meu âmago desabrido
                        e no meu coração que era incerto
                        e apenas coração.

                        Incluiu-me no banquete de sua luz
                        e despiu-me da opacidade
                        que me fazia sombra.

                        Diante da sua luminescência
                        apodera-se de mim a clareza das trilhas
                        que  me apontava um dia
e eu por vezes indocilmente segui.
Eu que era bruta forma
e apenas eu.

Olho você no meu espelho transmudado em janela
que me mostra mundos para frente e para trás,
perto e longe...  e me faço elastizada em consciência.
                     Dentro da vastidão da minha ignorância
                        intuo que tenho estado no ventre do Universo
                        que me criou  e me faz parte de todos os espaços

                        Como criança,
          estou grávida de muitos futuros.

                        Como poeta
                        me atrevo ao desrigor da razão
                        e não busco o enigma inominante
                     que exubera nesse espelho frente a mim...
                        Apenas me alimento dessa fonte de inspiração

                        Como Alma recebo o seu reflexo
                        que me resgatará para a imortalidade
                        e me lançará  dentro da luz

de onde provém todas as luzes.


Neuzamaria Kerner
O Livro-Arbítrio das Evas
dentro e fora do jardim
EDITUS,2014

Nenhum comentário: