Quem sou eu

sábado, 30 de abril de 2011

O MAHASSAMADHI DE SATHYA SAY BABA

Um amigo, poeta - Oswaldo Begiato - e eu trocamos nossas impressões sobre um monte de coisas sobre a vida através de e-mails há muitos anos. Um dia resolvemos publicar as nossas conversas num blog. Nasceu assim o: http://www.coisasdoidas-coisasdoidas.blogspot.com/. Há muitas coisas interessantes lá pra quem nos der a honra da visita. Eu o trato de W.

Na semana passada postei para ele no blog acima, a minha homenagem a Sathya Sai Baba, conforme abaixo transcrevo:

Muitas pessoas visitavam Satya Sai Baba no seu ashram. Algumas por devoção, outras por curiosidade em vê-lo materializar coisas que desejavam. Um homem perguntou qual a diferença entre eles dois porque Satya Sai podia fazer “aquelas mágicas” e ele não. Sai Baba, com aquele sorriso sereno, sem nenhuma vaidade, respondeu: a diferença é que eu acredito que sou deus e você não.

Essa historinha ficou ruminando na minha cabeça por muito tempo porque eu também ainda queria realizar coisas miraculosas. Tempos depois, juntando as leituras que havia feito sobre este meu guru e histórias de outros meus – porque tenho muitos gurus, muitos mestres – entendi. Todavia não vou entrar em detalhes agora.



Cantei num coral, regido pela maestrina, Ishwari, e aprendi muitos mantras indianos e outros que repetimos todos os dias, horas, e minutos e nem sabemos que estamos repetindo mantras. Um deles Sai Baba repetia e nos recomendava o mesmo. Gayatri Mantra:

               Om bhur bhuvaha svaha             (Ó Deus da vida que traz felicidade)
              Om tat savitur varenyam           (Dá-nos tua luz que destrói pecados)
              Bhargo devasya dhimahi            (Que a tua dinvidade nos penetre)
              Dhiyo yonah pra chodayat          (E possa inspirar nossa mente)


Então acordo hoje, domingo de páscoa, com a notícia do Mahasamadhi – morte física de um mestre iluminado, de acordo com o hinduismo – de Sathya Sai Baba. Todos os dias são bonitos para viver ou morrer... daí não vou dizer que o guru escolheu um dia lindo para viajar para as estrelas somente porque nesse dia há um significado especial para os judeus e os cristãos (aliás nem sempre em datas coincidentes). Outros escolhem se juntar, sem nenhum objetivo religioso, mas apenas pelo prazer de comemorar e bebemorar a companhia dos amigos num dia lindo qualquer.

Mas eu não quero falar de religiões, apenas dizer que fui agraciada por conhecer Sai Baba, um mestre iluminado que pregou as mesmas coisas que tantos outros mestres, encarnados ou não, pregaram: sobre o amor incondicional, sobre o esforço para a reforma interior, a busca da santidade de cada um, da compreensão de que somos diferentes, mas apenas um, afinal todos – deuses e diabos – somos um, embora possamos escolher caminhos diferentes. o todo está em tudo! o inefável é invisível aos olhos da carne, mas é visível à inteligência e ao coração. (Hermes Trismegisto), a propósito do que escrevi antes sobre a nossa unicidade.

Desde todos os tempos os mestres vêm nos alertando sobre a importância do amor, do perdão, da generosidade, da gratidão e outros sentimentos e atitudes relacionadas. Quando falo de mestres, não me refiro àqueles a quem denominamos santos (convenções), mas de todos aqueles que plantam uma semente do bem em nosso coração e nos fazem ter a vontade de aguá-la para que ela crie força e sobreviva apesar de...

Daí, w., eu pedir socorro à minha memória para registrar alguns pensamentos de mestres que inspiram e iluminam nossa mente sempre que queremos elevar o nosso padrão vibracional.


Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca. (C. Lispector).


Quando a gente ama, simplesmente ama; é impossível explicar. (O. Montenegro).

Só se vê bem com os olhos do coração. (Exupery).


Deus não lhe dá mais do que você pode carregar. (Jesus).

A devoção, por si mesma, não é essencial. É o amor, a verdade, a virtude, a ânsia de progredir, de servir, de expandir seu coração, de envolver toda a humanidade em seu amor, de ver a todas as formas da consciência divina. (Sathya Sai Baba).
Professores, não acreditem que o serviço prestado às crianças é apenas para o bem delas. é também para o seu próprio bem. as crianças são lâmpadas que iluminam o caminho da nação. Os professores podem transformar a nação se desempenharem adequadamente o seu papel. Professores e alunos somente sentirão a verdadeira alegria quando se unirem através do amor que não exige retribuição. Cumpram seus deveres com espírito de dedicação, amor e serviço, e sejam exemplos luminosos para o país e para o mundo. Plantem no coração as sementes da verdade, não-violência, ação correta, paz e amor. E a colheita deve ser armazenada em seus corações e dividida com todos. (Sathya Sai Baba).

A diferença entre amor e sexo? É possível fazer amor com todo mundo, mas não fazer sexo com todo o mundo. (Swami Tilak).


O senhor não daria banho em um leproso nem por um milhão de dólares? eu também não. Só por amor se pode dar banho em um leproso. (Teresa de Calcutá).


Não esqueça que você é feito de beleza e faz parte deste harmonioso e maravilhoso universo. Você é vida! Você é luz! Pare um pouco e pense nisso. Você será, queira ou não, o resultado de suas ações. Existe uma vida linda te esperando. Ame, porque a luz que te criou existe no teu coração. (Nando Cordel).


Tens o direito de escolher o teu caminho, aquele que deves seguir. Ao fazê-lo, repassa pela mente os objetivos que persegues, os recursos que se encontram à tua disposição íntima assinalando o estado evolutivo, a fim de teres condição de seguir. Se possível, opta pelos caminhos do coração. Eles, certamente, levarão os teus anseios e a tua vida ao ponto de luz que brilha à frente esperando por ti. (Joana de Angelis/Divaldo Franco).

Namastê para Sai Baba!

Vou parando por aqui, mas deixando uma musiquinha de presente pra você, também meu mestre, e para o meu pai que, se estivesse aqui na terra, faria niver hoje, 24 de abril. Engraçado... estamos sempre indo e vindo e coincidindo e aniversariando e desaniversariando.

Bj


p.s.Também quero agradecer ao pro aluno e professor – ao mesmo tempo porque, no meu entendimento, é assim que a vida funciona -, Bruno Bonela que me ajudou a colocar a musiquinha com a imagem no You Tube a fim de que pudéssemos postar aqui.