Quem sou eu

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

BRINCADEIRA ENTRE POETAS

Pão
mandei para vós pelas asas das aves,
que irão semear o que ajuntareis de mim
no vosso celeiro.
                                                        (@@@)

Ânsias e alegrias
esperam vossos mantimentos,
- meus alimentos, tuas poesias.
                                       (nmk)
Aguardai-me, pois que
contarei histórias
nos vossos ouvidos sherazades

                                       (@@@)
Vinde, ó poeta,
trazei na vossa pessoa
o canto da nossa história.
Mas vinde logo
antes que expire o meu prazo de aguardos,
antes que a morte me guarde
enquanto a vida me agrada
nos agrados da vossa vinda..
Avieis que se esvai nosso tempo
no campo dos lírios vestidos de mais beleza
que nosso pai Salomão.
                                                 (nmk)

Ainda um pouco
e estareis comigo no paraíso
já  dizia outro de paixão crucificado.

                                  (@@@)

Pai,
aproximai de mim este cálice de amor
para alívio das minhas urgências
e estarei no paraíso
bebendo o leitemel do meu poeta.

                               (nmk)



Assim seja,
e será...
                        (@@@)


Tomarei a harpa de Davi
tocarei e dançarei para vós
rolando, descuidada, na brancura dos lírios
mas pensando no depois:
o que será de nós?

                        (nmk)

Não vos preocupeis
amada de minh’alma!
Eis que a trombeta anuncia
o fim das esperas.
Prepareis os tapetes na tenda
nossa de cada dia
que já estou na estrada.

                        (@@@)



Neuzamaria Kerner
O LIVRO-ARBÍTRIO DAS EVAS - DENTRO E FORA DO JARDIM
EDITUS - 2014









Nenhum comentário: