Quem sou eu

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

DIA DE SRI AUROBINDO

Dedicado a Beinho (Hildegardo Rosa) e Martha Anísia)

Não poderia deixar passar em branco o dia de hoje, 05 de dezembro. Os hinduistas homenageiam Sri Aurobindo, mestre espiritual na India e em todas as partes do mundo onde pessoas conheceram, um mínimo, sobre os espíritos iluminados que aquela terra produziu. 

Nasceu em Calcutá e viajou para o céu em em Pondicherry, 5 de dezembro em 1950. Homem muito instruído, envolvido com questões políticas, principalmente com o sonho  de libertação da India. Por isso foi preso pelos dominadores ingleses. No entanto, com nossa visão meramente terrena, ser preso é uma coisa ruim. E é. Mas para outros uma situação ruim pode representar  uma grande virada na vida.

Na prisão Sri Aurobindo vivenciou  experiências espirituais que o fizeram trilhar novos caminhos que o levaram a entender com profundidade qual a verdadeira liberdade do  ser humano. Foi solto e  libertou-se de questões meramente políticas e materiais, posto que a liberdade está além, muito além dos nossos entendimentos terrenos.

"Eu aspiro, procuro curar minhas imperfeições, faço o melhor, mas para o resultado coloco-me inteiramente nas mãos do Divino".

A partir das meditações e estudos ele entende e começa a demonstrar que o homem precisa modificar-se para que possa alcançar a transcendência espiritual no dia a dia, pois a essência psíquica de cada um é a marca da Centelha Divina emissora da luz que clareia a consciência, sede das intuições. Este filósofo e educador sempre valorizou muito mais a intuição do que a razão, visto que a intuição é mais abrangente que o racional por estar em conexão permanente com a realidade cósmica.

http://sreeforyou.blogspot.com/2010/01/sri-aurobindo-international-centre-of.html
Junto de sua discípula, companheira espiritual, Mirra Alfassa - A Mãe -, desenvolveu uma filosofia integral, estruturada na crença de que a poderosa consciência divina deve ser transportada ao universo psíquico, ao organismo e à existência cotidiana a fim de que o ser humano possa se converter em co-criador do aprimoramento espiritual.
 
Tomei conhecimento sobre Sri Aurobindo em 1971 pelo Prof. Rolf Galewski (UFBA), alemão naturalizado brasileiro, que desenvolvia uma proposta educacional na perspectiva da autopercepção, autoeducação e educação dos outros a partir dos ensinamentos de Sri Aurobindo e d'A Mãe.
Rolf fundou a Casa Sri Aurobindo, em Salvador e em outras cidades brasileiras. Somente anos depois comecei a ler os livros de Aurobindo, incentivada pelos amigos Martha Anísia e Beinho (Hildegardo Rosa - filósofo, advogado e poeta).
Finalizo com um pequeno texto do Mestre Aurobindo:
"Aquilo que no alto reluz espera, obscuro, aqui em nós: Êxtase ainda não alcançado é direito de nascença de nosso futuro.
 A beleza cresce, enamorada de nossas almas.
Somos herdeiros de vastidões infinitas. O impossível é nossa máscara de cisas que estão por vir.
O mortal é a porta para a imortalidade".
 



Nenhum comentário: