Quem sou eu

quinta-feira, 9 de junho de 2011

A VIDA, SENHOR VISCONDE...

Hoje é 9 de maio de 2011. É um dia muito especial. É o seu aniversário . Parabéns, Querida!

Gracias a la vida. Ouçamos adiante!



VOCÊ NO PALCO. UMA ATRIZ ESPETACULAR!



Não procuro a dona da foto em Hollywood porque você está muito além. Tão maravilhosa que eu quero homenageá-la aqui, neste espaço onde digo que escrevo sobre o que vivo, o que vejo, o que leio, o que toco, o que sinto.

Recebi a sua mensagem-convite e fiquei muito contente em ver como você se ama, mas sem o narcisismo de que fala a psiquiatria. O convite de aniversário foi tão lindo, tão ideoso que transcrevo aqui:

A vida, Senhor Visconde, é um pisca-pisca. A gente nasce, isto é, começa a piscar. Quem pára de piscar, chegou ao fim, morreu. Piscar é abrir e fechar os olhos – viver é isso. É um dorme-e-acorda, dorme-e-acorda, até que dorme e não acorda mais. A vida das gentes neste mundo, senhor sabugo, é isso. Um rosário de piscadas. Cada pisco é um dia. Pisca e mama. Pisca e anda. Pisca e brinca. Pisca e estuda. Pisca e ama. Pisca e cria filhos. Pisca e geme os reumatismos. Por fim, pisca pela última vez e morre.



– E depois que morre? – perguntou o Visconde.


– Depois que morre, vira hipótese. É ou não é?


(Memórias de Emilia, de Monteiro Lobato)


Sempre lembro de Emília e dos piscos quando miro a incomensurabilidade do tempo. A vida, senhora marquesa, é mesmo um pisco. E sigo eu piscando aqui e acolá, antes de virar hipótese. Fico imaginando que muitas vezes, coincidentemente, piscamos ao mesmo tempo; aí lá de algum outro ponto do imenso universo alguém vê um grande clarão aqui na terra. Devem pensar deslumbrados: que lindo, eles estão compartilhando!

Pois, dia 09 faço aniversário. Como podem imaginar, nunca fiz 50 anos. Será a primeira vez. E todo ato inaugural me deixa excitada. Passarei o dia piscando como uma vagalume ensandecida de alegria. Então, eu convoco vocês a deslumbrar um ET, piscando comigo. Será assim: 1, 2, 3 e... todos piscam, celebrando a nossa vida em comum. Momento de ressonância que porá nossos corações ligados em festa.

Então, liguem-me, passem-me um e-mail. Essa será a minha/nossa celebração. Faremos luz: um clarão que iluminará as nossas vidas e outros mundos.


BEIJOS E ESPERO VC NA NOSSA FESTA DE PISCOS

Hoje, ao amanhecer, recebi a sua forma de celebrar o momento:

Sentada, em estado de total entrega. Atenta. E foi muito lindo... lá se foi o último pisco dos 40 e logo em seguida, como mágica, fez-se o primeiro, re- inaugurando-me. Tudo aconteceu à meia noite.



Alguns perguntam se vou fazer festa... estou em festa. E em meio à euforia cantarolo:


parabéns, parabéns, hoje é o meu dia que dia mais felizzzzzzzz... a musiquinha n sai da minha cabeça desde sábado. desde sábado tenho 50...

e logo me emociono e dou gracias a la vida. gracias a cada um de vocês.


e como iniciei a vida sendo arrancada à fórceps, agora re-entro dançando, cantado e celebrando..


gracias, amigos, por fazerem minha vida tão especiallll

Lembro de um texto do Eduardo Galeano que diz como nós somos, como você é. Com este texto continuo a minha homenagem:


          Um homem da aldeia de Neguá, no litoral da colômbia, conseguiu subir aos céus. Quando voltou, contou. disse que tinha contemplado, lá do alto, a vida humana. E disse que somos um mar de fogueirinhas.
          - O mundo é isso - revelou -. Um montão de gente, um mar de fogueirinhas.
          Cada pessoa brilha com luz própria entre todas as outras. Não existem duas fogueiras iguais. Existem fogueiras grandes e fogueiras pequenas e fogueiras de todas as cores. Existe gente de fogo sereno, que nem percebe o vento, e gente de fogo louco, que enche o ar de chispas. Alguns fogos, fogos bobos, não alumiam nem queimam; mas outros incendeiam a vida com tamanha vontade que é impossível olhar para eles sem pestanejar, e quem chegar perto pega fogo.

Tenho certeza de que Eduardo Galeano escreveu esse texto pensando em você, como uma forma de lhe traduzir para nós, seus amigos, seus fãs. Claro que sou presidente do fã-clube e  na minha carteirinha tem escrito bem assim: AMO VOCÊ!







Um comentário:

ana rita disse...

nunca tive espaço tão grande na mídia... risos. vc como eu tem tendência a abusar de hipérboles... não nos cabemos... adorei o presente. hoje foi um dia muito especial. minha festa foi imensa, vinda de muitos lugares. gracias, neuzamaria
p.s. tem um errinho na minha primeira mensagem...qdo escervi passou. agora que revejo, agonio...